Completa ou simples: veja a melhor opção de declaração do IR

Compartilhe nas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Modelo completo é mais recomendado para quem tiver deduções que excedam o valor de R$ 15.880,89, teto do modelo simples

 

Ter de declarar o Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF), principalmente no caso de quem nunca fez a declaração, pode assustar. E se deparar com duas maneiras de elaborar o documento pode complicar ainda mais as coisas.

 

Isso porque o contribuinte que vai prestar contas à Receita Federal tem duas opções para fazer a declaração do Imposto de Renda: os modelos simplificado e completo. A melhor opção depende dos valores de despesas dedutíveis que serão informados no documento. Essas despesas são os gastos pagos no ano passado que podem ser abatidos da base de cálculo do IR.

 

O modelo simplificado é melhor para quem não tem muitas despesas que podem ser deduzidas. Com este formulário, o Fisco garante, automaticamente, um desconto de 20% sobre os rendimentos tributáveis, sem a necessidade de comprovar as despesas e limitado a R$ 15.880,89.

 

Geralmente, essa opção é recomendada para quem possui apenas uma fonte de renda, poucos gastos com educação e saúde e nenhum dependente.

 

Já o modelo completo, de modo geral, é recomendado para quem tiver uma soma total de deduções que exceda o valor de R$ 15.880,89 . Neste formulário, a Receita permite que o contribuinte deduza gastos com saúde e educação, empregada doméstica, contribuição à previdência complementar e despesas com dependentes . No mesmo formulário, também é possível fazer doações que podem ser abatidas do imposto de renda.

 

O contribuinte deve ter os comprovantes dessas despesas, caso o Fisco exija a comprovação, para evitar cair na malha fina.

 

O prazo de entrega do Imposto de Renda termina no dia 30 de abril. Quem estiver obrigado a declarar e não a fizer fica sujeito à multa mínima de R$ 165,74, podendo ser de até 20% sobre o imposto devido.

 

Escolha

O programa de elaboração da declaração do Imposto de Renda permite que o contribuinte preencha todo o documento antes de escolher o modelo de declaração. Dessa forma, é possível lançar todos os gastos dedutíveis mesmo sem a certeza de que o formulário completo seja a melhor opção.

 

Ao final do processo, o programa apresenta um quadro comparativo dos dois modelos para que o contribuinte escolha o mais vantajoso conforme seus rendimentos e despesas.

 

Fonte: Terra – 23/03/2015

 

Compartilhe nas redes:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

Encontre O Regime Tributario Ideal Para Sua Prestadora De Servicos Blog - Contabilidade no Rio de Janeiro

Regime tributário: qual o ideal para prestadores de serviços

Entenda como garantir o enquadramento no regime tributário ideal para sua grande prestadora de serviços! Saiba como evitar carga tributária excessiva, enquadrando sua prestadora de serviços no regime tributário mais adequado Manter uma prestadora de serviços de grande porte operando

Confira Agora Um Guia Completo De Como Regularizar A Sua Sociedade Blog - Contabilidade no Rio de Janeiro

Legalização de sociedade: como garantir?

Descubra agora o que é preciso para garantir a legalização de sociedade de prestadores de serviços Manter a sua prestadora de serviços em dia é fundamental para continuar no caminho do sucesso e, assim, lucrar muito Abrir uma sociedade certamente

Recomendado só para você
A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top